English

TítuloPreservação digital a longo prazo
SubtítuloEstado da arte e boas práticas em repositórios digitais
AutorRodrigues, Maria de Lurdes Tainha Saramago
Classificação e Indexação (CDU: 004.08) - Dispositivos de entrada, saída e armazenamento. Cartões perfurados. Fita perfurada. Suportes magnéticos. Discos duros. Disketes. Suportes magnéticos-ópticos, inclusive discos ópticos apagáveis. Suportes ópticos. Discos compactos. CD-ROM. WORMS. Supor
OrientadorCampos, Fernanda Maria Guedes de , 1949
Co-OrientadorLopes, Pedro Cláudio de Faria
InstituiçãoDepartamento de Ciências e Tecnologias de Informação -- Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa
GéneroTese de Mestrado
LínguaPortuguês
Data20 / 6 / 2003
ResumoAborda-se o estado da arte da preservação de recursos digitais na perspectiva da sua preservação de longo prazo. São enunciadas as práticas e as diversas metodologias tidas actualmente como as mais adequadas para se obviar à fragilidade física dos suportes e à vulnerabilidade do meio digital, assim como a perdas inerentes à preservação de recursos nos mais diversos meios e formatos. A recolha e selecção de recursos a preservar são também pontos que desenvolvemos. Coligimos exemplos reais que espelham as abordagens das comunidades que consideramos mais avançadas nesta matéria. São focados os aspectos tecnicamente mais inovadores do ponto de vista da utilização de metadados e a sua relação com as diversas estratégias implementáveis, nomeadamente a emulação, a migração, a encapsulação, a aplicação do UVC (Universal Virtual Computer) e o XML. São ainda referidas as boas práticas quanto a metadados de preservação e são integrados alguns esquemas que confirmam o acompanhamento das respectivas comunidades em que se inserem, as quais partem de um esquema padrão que elegem, e evoluem numa perspectiva de adaptação ao próprio ambiente. A metodologia de implementação de repositórios digitais à qual nos dedicámos é baseada no modelo de referência OAIS desenvolvido no âmbito da NASA. Este modelo encontra-se em vias de ser implementado pelos repositórios digitais mais relevantes à escala global. Verificámos que a comunidade CEDARS é aquela que, dadas as suas características pode servir de modelo. No seguimento desta investigação simulámos um conjunto de metadados preparado para ajustar ao OAIS na forma de um pacote de informação para depósito passível de ser adaptado a uma comunidade com características similares às da comunidade nacional. Acrescentámos de forma sistematizada as boas práticas que devem ser mantidas pelas instituições que pretendem implementar repositórios ou bibliotecas digitais. Palavras chave : Preservação digital; Boas práticas; Metadados; Estratégias de preservação; Migração; Emulação; OAIS
NotasTue Feb 17 08:24:16 WET 2004 - System: New Object Created - A autora entregou uma cópia em CD para depositarmos no DiTeD
Cópia Local CompletaFicheiros:
Tese_Preservacao_Digital_Lurdes_Saramago.pdf (1699 KB) -
Descrição: Tese completa

Metadados
FicheiroTipoDataModoName Space
deptalv1.xmlDescritivoGeradohttp://deptal.bn.pt/xsd/deptal/1.0/
oai_dc.xmlDescritivoGeradohttp://www.openarchives.org/OAI/2.0/oai_dc/
marc.xmlDescritivoGeradohttp://www.bn.pt/standards/metadata/marcxml/1.0/
tel.xmlDescritivoGeradohttp://krait.kb.nl/coop/tel/handbook/telterms.html
iso2709.isoDescritivoGeradoiso2709
mets.xmlEstruturalGeradohttp://www.loc.gov/METS/

Identificador DiTeD8927
Data de Registo
Validado pela Administração
Data da Última Modificação
printImprimirEnglish